skip to Main Content
(11) 3637-1488 Whatsapp Fale Conosco

Como decorar o home office e aumentar sua produtividade

A ideia dos home offices está em crescimento, tanto para quem trabalha por conta própria ou para as empresas que estão mais flexíveis. Por mais que a ideia de trabalhar no sofá seja agradável, criar um local tranquilo e livre de distrações é necessário.

Autor: Aline Yamasaki, Lopes Consultoria de Imóveis

Você já teve dias que cumpriu todas as tarefas e ainda sobrou tempo? E dias que nada funcionou, você se distraiu e não terminou nada? Ter um home office bem planejado para seu trabalho é uma forma de aumentar a produtividade e criatividade no dia a dia.

Por isso, separei algumas dicas para você decorar seu home office e trabalhar mais inspirado.

Escolha a iluminação correta

Posicione sua mesa de forma que aproveite a luz natural, ajudando a te manter acordado e produtivo. Se você trabalha com computador, lembre-se de considerar o reflexo da luz da janela ao posicionar a mesa.

Mesmo que seu escritório tenha uma ótima luz natural, pode ser interessante colocar luminárias para estender o dia de trabalho. Na hora de escolher as lâmpadas, invista na luz branca, que aumenta a concentração.

Se livre da bagunça

Use gavetas para te ajudar a organizar os itens que você usa no dia a dia. O que é usado com frequência deve estar nas primeiras gavetas, enquanto os demais materiais podem estar nas próximas. Deixe uma garrafa de água por perto para evitar sair do escritório muitas vezes e perder o foco.

Escolha a cadeira certa

A cadeira é um item fundamental para todo home office. Se você passa grande parte do dia sentado, lembre-se de buscar cadeiras confortáveis. Na hora de comprar, sente-se em todas as opções e preste atenção no encosto e apoio de braços. É importante também que a altura esteja ajustada de modo a manter os pés apoiados no chão.

Separe um local para descansar

Crie um local para ler e relaxar um pouco durante o trabalho. Fazer pausas também pode te ajudar a ter novas ideias. Uma poltrona confortável e uma mesa de café podem ser úteis nesse momento de descanso.

Adicione inspirações e metas

Pense nas metas que você quer alcançar e crie um mural. Assim, você tem um incentivo extra nos dias que estiver desmotivado. Também separe imagens e frases que te inspiram a trabalhar melhor.

Decore com plantas

Adicione um pouco de natureza: Além de decorar, as plantas diminuem o estresse, melhoram o humor e aumentam a produtividade.

 

FONT:https://fabicorderodesign.wordpress.com/2017/12/26/como-decorar-o-home-office-e-aumentar-sua-produtividade/

Boiserie no Teto

Eu mesma já falei algumas vezes aqui no blog sobre boiserie (pronuncia: boáserrí) e, se você ainda não ouviu, provavelmente já deve ter visto a técnica aplicada em casas antigas, clássicas, em filmes ou até mesmo nos projetos de arquitetura e decoração mais atuais!

Boiseries, cujo significado é marcenaria, são painéis de madeira em alto relevo tradicionalmente usados nas paredes, formando molduras retangulares. De origem francesa, era muito comum encontrá-las entre os séculos XVII e XVIII nas casas da alta sociedade da França e palácios da época, já que, além da estética clássica, esses painéis tinham função termo e acústica nos ambientes e preço elevado.

Conforme o tempo foi passando, a técnica foi evoluindo em todos os aspectos – materiais, formatos, visual, custo -, e se tornou muito mais acessível. Hoje encontramos as molduras em poliuretano (existem modelos sustentáveis), cimento, metal, isopor e gesso – esses dois últimos pouco menos resistentes que o restante -, que facilitam a aplicação e a criação dos desenhos, inclusive no teto.

Projetar uma boiserie nas paredes tem sido um alternativa bastante comum para preencher muitas paredes nos projetos hoje em dia, mas no teto ainda vemos pouco aqui no Brasil. Então o post de hoje é para desmistificarmos a ideia.

  • Pesquise os clássicos! Obviamente você não vai copiar o teto do Versailles, mas de lá você pode extrair um detalhe de canto, um medalhão central… as boiserries originais são o mapa da mina;
  • Cantos sempre em 45º, isso para qualquer acabamento bem feito na vida;
  • O desenho precisa sempre ser cartesiano? Gaudí já acreditava que não. As boiseries Art Nouveau dele são algo inacreditavelmente belas;
  • Pintar a boiserie da mesma cor que o teto deixa o acabamento mais discreto (em caso de gesso e isopor, a tinta acrílica é a mais indicado para deixar o material mais resistente);
  • Já pintar a boiserie com cores fortes, destaca ainda mais o relevo – antigamente, o dourado estava entre os prediletos entre os mais clássicos;
  • De gosta de ambientes monocromáticos, uma outra opção é pintar teto, boiserie, portas, batentes e rodapés de uma mesma cor.

A instalação da boiserie geralmente é realizada por profissionais que também instalam rodapé, antes da pintura final. Para o desenho sair perfeitamente do papel, é necessária uma marcação nas paredes antes da aplicação. O material é colado com cola branca, mesma usada para rodapés, e a junção das emendas em 45º idem. Para ficar ainda mais resistente, pode-se colocar pregos bem pequenos nas emendas e os esconder com a mesma cola ou massa, fica imperceptível.

Sobre custo, hoje o material mais utilizado para a execução da boiserie é o poliuretano – tem no mercado opções sustentáveis feitas com material reciclado. Utilizando-o como base, a média do metro linear é de R$20,00; a cola branca para rodapé está em uma média de R$50,00 um kilo e meio; e a mão-de-obra pode variar bastante, mas um preço médio é de R$20,00 por metro linear.

Se eu gosto? Óbvio que prefiro as de madeira né rsss. Mas sei que muitos profissionais optam por outros materiais por conta do custo, além disso, está cada vez mais difícil encontrar artesãos que trabalhem com o entalhe da madeira. Só não encaro de jeito nenhum as alternativas de isopor, geralmente não são bem acabadas, melhor não ter.

É notório que existem várias possibilidades para desenhar a boiserie no teto e, por mais que o material traga lembranças de um estilo de decoração antigo, diversos projetos hoje usam essa estética para equilibrar o contemporâneo com o clássico. Particularmente acho um artifício válido e interessante se bem usado.

E aí, já tinha pensado em boiseries no teto? Me conta nos comentários o que achou e se faria na sua casa ????

Fontes: https://www.casadevalentina.com.br/blog/boiserie-no-teto/

Youtube.com, Decorfacil.com, Rafaelacoelho.com.br
Imagens: Casa.abril.com.br, Casavogue.globo.com, Curatedinterior.com, Vk.com, Decoremgigi.com, Veyvittoria.it, Meida-cache-ak0.pinimg.com, Deringhall.com, Weheartit.com, Genianealves.com, Reciclaredecorar.com, Flickr.com, 34kvadrat.baaam.se, Deavita.net, Decorandocomasi.blogspot.com, Prosadedesigner.com, Followthecolours.com.br, Diy, hazlotumismo1.com, Luxury-interior-design.com, Vmjferreira.blogspot.com, Vivadecora.com.br, Homedsgn.com, Google.it, Ideiasdecor.com, Futurian.co

 

O porcelanato tem aparência verdadeiramente linda – uma ótima alternativa de revestimento para casa ou apartamento. Sua composição é de materiais nobres.E isso, no fim, acaba por proporcionar uma aparência lisa, brilhosa e homogênea às peças. Em consequência, seu preço tem de ser cobrado mais caro com em relação a uma cerâmica comum. Mas, isso nunca impediu que o material ficasse popular entre construtores.Hoje, os porcelanatos são utilizados por engenheiros, arquitetos e designers com o propósito de deixar os ambientes dos imóveis mais sofisticados. Enfim, a seguir, daremos boas razões quanto a como escolher o tipo certo desse revestimento para reforma de imóveis! Confira!

Andrea Teixeira & Fernanda Negrelli 

QUAIS AS VANTAGENS E DESVANTAGENS DOS PORCELANATOS

Percorrendo as lojas de materiais de construção é fácil encontrar à venda porcelanatos de tamanhos, cores e texturas diferentes. Tem até aqueles que reproduzem o visual de outros materiais.

De fato, essas peças são bastante versáteis, podendo ser consideradas para cobrir superfícies de áreas internas e externas, secas ou molhadas, tanto faz. Basta escolher o tipo certo e ele, certamente, se adequará bem ao local decorado.

Roberto Migotto ( Viva Decora )

De um modo geral, todos os porcelanatos têm características muito positivas, que são refletidas diretamente no acabamento de edificações. Fora a beleza refinada e elegância, essas peças são bem resistentes, duráveis, fáceis de limpar e de sofrer manutenção.

Elas têm junta e absorção de água quase próximas à zero. Mas, precisam de argamassa e mão-de-obra especial para o assentamento.

Consuelo Jorge 

Apesar de tudo, o porcelanato não é o tipo de revestimento para se usar em qualquer cômodo da casa. Seu acabamento é bastante delicado, havendo grandes chances de ser quebrado, arranhado, lascado e manchado.

Ademais, pode ser escorregadio, causar ruídos altos e deixar os cômodos frios – sendo péssimo para lares com crianças e idosos. E com o tempo, ainda passar a perder gradualmente o brilho.

HELENA KOKI ( Viva Decora )

Resumindo, a decisão por escolher ou não porcelanatos para revestir os ambientes fica por conta e risco do proprietário do imóvel. Claro que a opinião de um profissional especializado da área de construção e reforma, como um arquiteto, deve ajudar muito. Eem alguns casos ser até fundamental para a decisão final da pessoa. Lembrando que, por melhor que seja a fabricação, esse material pode não satisfazer qualquer público.

Actual Design  e Ingrid Rosien Nichols 

QUAIS AS VARIAÇÕES DE MODELOS MAIS COMUNS DESSE REVESTIMENTO

Antes de comprar porcelanatos para revestir a casa, é importante a pessoa tomar conhecimento das variações desse material. Isso porque o modelo de peça escolhido pode tanto valorizar quanto desvalorizar a arquitetura e o design dos ambientes decorados. Dito isso, podem-se destacar quatro tipo principais, natural, rústico, polido e acetinado.

Caroline Zamboni ( Viva Decora )

O porcelanato natural possui uma superfície polida, mas sem brilho, que dá mais certo em varandas ou outras áreas abertas. O rústico é muito mais áspero, com relevos e outras imperfeições, o que evita qualquer escorrega.

Já os polidos parecem esmaltados e só podem ser usados em cômodos internos. E ainda têm os acetinados – que são os mais vendidos -, lisos ao extremo, ótimos para áreas internas ou externas.

Marília Veiga  e Bordin & Soares

COMO ESCOLHER O MODELO DE PORCELANATO IDEAL PARA CASA

A primeira coisa que deve ser ressaltado é que todo porcelanato escolhido tem que ser adequadamente bem combinando com o ambiente decorado no qual se destina. Mas, em verdade, é quase impossível deixar feio um espaço revestido neste material.

Só que escolher um modelo ideal é tarefa difícil até para os decoradores – que devem precisam levar em consideração também os gostos das pessoas e a arquitetura local.

Vanja Maia

Tem porcelanatos que, em relação ao seu custo, estética e durabilidade, não compensam o investimento. Mas, se a pessoa ainda fizer muita questão do material em sua casa, pode exigir peças com detalhes mais específicos. Tipo, para ambientes de áreas abertas, o melhor porcelanato é aquele com design rústico, antiderrapante. Já para áreas internas, como sala e quartos, é sem restrições – afinal a arte de decorar não pode ter limites.

Érica Salguero 

Obviamente, existe uma peça certa de porcelanato para cada ambiente – isso inclui cores, texturas e mais. Mas, somente uma deve atender melhor seu gosto e necessidade.

Reveja as imagens e use como fonte de inspiração para compor os ambientes de seu imóvel.

Estas dicas de decoração com porcelanato foram criadas pela equipe Viva Decora.

font: http://www.almocodesexta.com.br/como-usar-porcelanatos-em-diversos-ambientes-da-casa/

 

Escolher cores para a casa é uma tarefa muito divertida! Mas, cuidado, pois isso pode ter um alto impacto sobre qualquer tipo de decoração. Por isso, é importante saber escolher os tons certos para cada tipo de projeto.

Sabe como fazer isto? Não se preocupe, porque montamos um pequeno guia que vai lhe ajudar – e muito – neste processo. Continue acompanhando o texto!

Tetriz Arquitetura e Interiores

SAIBA POR QUE INVESTIR EM CORES PARA TRANSFORMAR O VISUAL DA CASA

Há um propósito em colorir os ambientes de uma casa. Não é apenas uma estratégia para alegrar os cenários decorados; dar mais luminosidade ou profundidade a determinado recanto.

As cores podem influenciar em várias outras questões que vão além da estética espacial. Por exemplo, elas são capazes de mudar o humor das pessoas e o seu bem estar; estimular apetite; incentivar o amor.

“A cor afeta a mente e o corpo das pessoas.” – citação de Mary Gregerson, em reportagem de Revista Casa & Jardim.

Seguindo por este raciocínio, é possível dizer que as cores escolhidas e a forma com que são aplicadas nos ambientes pode alterar a percepção que se tem de certa decoração. Portanto, várias questões devem ser levadas em consideração na hora de estabelecer uma paleta.

Qual o estímulo que se quer provocar nas pessoas através dos elementos? Alegria, paz, tranquilidade, animação, aconchego, nobreza ou outra? Decida!

As cores escolhidas precisam combinar não só com o projeto arquitetônico, com o estilo de decoração proposto, mas também com o perfil das pessoas que habitarão a casa. São os tons escolhidos que ditarão toda a atmosfera do lar!

Pode-se, com eles, criar ilusões de ótica surpreendentes – como fazer um local parecer mais amplo e iluminado.  Para seu imóvel, estude cada espaço com carinho e se valha da beleza das cores!

                                                                                                 Danyela Corrêa

FORMAS DE FAZER A ESCOLHA DE CORES PARA DECORAÇÃO DE AMBIENTES

Como escolher uma cor para um determinado ambiente? Bem, já foi dito antes que isso tem, em parte, a ver com a intenção do projetista e também com as preferências de seu cliente.

Certamente, as cores off-white são a resposta mais segura, pois tendem a combinar com quase tudo. Mas, e se você quisesse ousar? Bem, daí precisa-se refletir mais sobre a questão.

O PASSO A PASSO

Saiba primeiro que, entre tantas opções existem, há cores que vão dar mais ideia de calmaria e frescor e outras o oposto. Observe a decoração de sua casa como um todo, pois será preciso equilibrar as coisas.

Por exemplo, se optar por pintar as paredes do imóvel em em cor escura, o ideal é contrapor com móveis em tons mais claros ou neutros. Mas, claro, a situação – e orçamento – é que vai ditar as possibilidades!

Analise tudo aquilo que permanecerá nos ambientes – entre mobiliários e ornamentos. Depois, defina as áreas a serem pintadas. Observe a iluminação nesses locais – porque isso altera a percepção dos matizes.

E separe numa lista das cores favoritas que possam provocar os efeitos desejados. Lembrando que cores quentes vão ajudar a estimular e frias a relaxar!

Consuelo Jorge

O CÍRCULO CROMÁTICO

Agora, e se quiser escolher não uma, mas várias cores para casa? Bem, existe uma ferramenta que se usa para isso, que é o ‘círculo cromático’.

Ele serve para ilustrar as melhores combinações que se pode fazer das cores – entre as primárias, secundárias e terciárias – sem comprometer a harmonia dos ambientes. O objeto facilita a vida de quem quer comprar as tintas para a casa, por exemplo!

A SIMULAÇÃO 3D

Antes de sair comprando alguma coisa, teste, de alguma forma – pode ser por desenho ou maquete – a proposta de decoração. Já existem, inclusive, aplicativos para smartphones que foram desenvolvidos especialmente para isso.

Alguns são vinculados às marcas, simulam os ambientes e até ajudam no cálculo de materiais. Basta tirar uma foto do ambiente e brincar de personalizá-lo!

OPÇÕES DE CORES PARA TODOS OS TIPOS DE AMBIENTES

ÁREAS EXTERNAS

Katia Perrone

A escolha das cores para a área externa da casa também é algo que deve ser discutido – o que será aplicado às fachadas, aos ambientes de sacadas, varandas, terraços e mais. Para setores assim ficam bem os tons terrosos.

Mas, cuidado, porque quanto mais pigmentação de vermelho mais as superfícies desbotarão e demandarão manutenção.

O átrio ou hall de entrada é como um cartão-de-visitas! Por isso é essa área é considerada como uma das mais complicadas de definir uma paleta de cores. Em princípio, tudo fica bem no local!

Mas, o certo é usar tons claros, já que esse espaço da casa costuma ser pequeno e sem janelas. Contudo, tons vibrantes podem apresentar melhor o conceito utilizado na decoração dos demais cômodos no interior do imóvel.

SALAS

Consuelo Jorge

Para salas em geral, tanto cores claras quanto escuras ficam bem. Claro, tudo vai depender do tamanho e o propósito dado à esses ambientes.

Começando com a área de estar, é indicado cores como areia, erva-doce, salmão e outros nesta mesma linha – vão deixar o local com um visual bem acolhedor. Já para a área de jantar ideal são cores como rosa goiaba, laranja pêssego, verde maçã, vinho e terracota.

Andrea Fonseca

As salas de TV já é um caso à parte! O clima no local é mais intimista! O ambiente é bastante utilizado para que quer assistir filmes.

Por isso, tem mais a ver com tons como cinza, e azul ou verde escuro. Tons quentes como os vermelho, amarelo e laranja só atrapalhariam a visão das pessoas.

“O preto (…) usado (…) de fundo para TV em uma sala de home theater, (…) dá destaque à tela, dando aquela aparência de um verdadeiro cinema. Já em uma parede da sala de jantar deixaria o clima pesado (…).” – Daniella Delafina e Amanda Gomes, em reportagem de Tua Casa.

ESCRITÓRIO

Eduarda Corrêa |Start Arquitetura e Camila Chalon

Para a área do home office, o certo seria aplicar uma cor que estimule criatividade. Nesse caso, o laranja é um fortíssimo candidato. O amarelo também seria uma boa alternativa – inclusive ajudando na concentração.

Porém, se o tipo de ofício realizado no local exigir mais calmaria, podem-se substituir estas cores por azuis e verdes. Só cuidado para não provocar sono ou sensação de tristeza e desânimo!

QUARTO

Antonio Armando de Araujo

Se existe uma cor perfeita para deixar qualquer um no clima certo para uma boa noite de sono esta é o azul. Mas, o quarto é uma área da casa bem pessoal. Por isso, é possível que você queira aplicar outra cor nela.

Já sabe, tons claros dão uma ótima sensação de bem estar. Então, deixe os tons mais fortes para pequenos detalhes na decoração, como a cabeceira da cama.

Se seu quarto for de solteiro, use tons neutros nas paredes e nos móveis, e pontue com verdes, azul, rosa ou outra cor. Quarto de casal já pede uma temática mais romântica, que tem tudo a ver com vermelho, roxo, lilás, camomila, violeta e mais. E os quartos infantis já devem despertar a imaginação e a disposição dos pequenos, e o amarelo é perfeito para isto!

BANHEIRO E COZINHA

INÁ Arquitetura

Está aqui dois ambientes do qual todos esperam que haja sempre muita limpeza e frescor, banheiro e cozinha. Para este primeiro, tons claros – como verde, azul e rosa – ajudariam, supostamente, a manter as energias positivas.

Mas, claro, o branco total sempre será a cor certa para enfatizar a ideia de pureza, luz, higiene – como se o ambiente fosse um verdadeiro SPA.

Mariana Luccisano

E finalmente a cozinha! Para esse ambiente da casa o branco também é muito indicado. Acontece que é possível deixar o cômodo mais acolhedor, com jeito de família, estimulando nas pessoas apetite e afeto. Para isso, podem-se acrescentar muitos detalhes em vermelho e laranja – ficará lindo!

Já definiu por qual ambiente vai começar a mudança de cores em suancasa? Comece seu projeto omquanto antes!

Essas dicas de cores para decoração de diferentes ambientes foram criadas pela equipe Viva Decora.

 

FONT: http://www.almocodesexta.com.br/cores-ambiente-casa/

Seja para encobrir os ruídos vindos da rua ou causados dentro de casa, esses materiais auxiliam na hora de evitar barulhos indesejados

SE O PROBLEMA VEM DE FORA

Com a demanda crescente, os itens para isolamento acústico estão mais acessíveis. São boa opção para quem pensa em reformar o imóvel visando reduzir o barulho da rua ou dos vizinhos

 JANELA DE PVC: Esquadrias de PVC são conhecidas por seus perfis com multicâmaras, garantia de bom isolamento termoacústico. Isso pode ser otimizado com a boa vedação dos caixilhos. Este modelo é da Atenua Som, empresa que fabrica sob medida, simplificando a colocação. De correr com duas folhas e persiana integrada de enrolar (1,40 x 1,40 m), custa R$ 2 400.

JANELA DE PVC: Esquadrias de PVC são conhecidas por seus perfis com multicâmaras, garantia de bom isolamento termoacústico. Isso pode ser otimizado com a boa vedação dos caixilhos. Este modelo é da Atenua Som, empresa que fabrica sob medida, simplificando a colocação. De correr com duas folhas e persiana integrada de enrolar (1,40 x 1,40 m), custa R$ 2 400. (Divulgação/Divulgação)

 LÃ DE PET FIBERBLOCK: As mantas para isolamento termoacústico são provenientes da reciclagem de garrafas PET. Indicadas para o miolo de paredes de drywall, forros, pisos e revestimento de instalações hidráulicas. Esta, a Fiberblock, é fabricada em várias espessuras e cores. Custa R$ 9,25 o m² na opção de 50 mm, na Fabril Scavone.

LÃ DE PET FIBERBLOCK: As mantas para isolamento termoacústico são provenientes da reciclagem de garrafas PET. Indicadas para o miolo de paredes de drywall, forros, pisos e revestimento de instalações hidráulicas. Esta, a Fiberblock, é fabricada em várias espessuras e cores. Custa R$ 9,25 o m² na opção de 50 mm, na Fabril Scavone. (Divulgação/Divulgação)

 

 ENVOLTÓRIO SANITÁRIO: Lançamento recente, trata-se de um isolante acústico de espuma elastomérica feito para envolver as tubulações sanitárias, reduzindo a propagação de ruídos. Em apartamentos, o Fonoblock Hidro diminui o barulho gerado nos andares superiores. Tem fácil instalação e diâmetros variados para canos de PVC de 40 mm a 150 mm. Da Armacell. Preço sob consulta.

ENVOLTÓRIO SANITÁRIO: Lançamento recente, trata-se de um isolante acústico de espuma elastomérica feito para envolver as tubulações sanitárias, reduzindo a propagação de ruídos. Em apartamentos, o Fonoblock Hidro diminui o barulho gerado nos andares superiores. Tem fácil instalação e diâmetros variados para canos de PVC de 40 mm a 150 mm. Da Armacell. Preço sob consulta. (Divulgação/Divulgação)

 

QUANDO A FAMÍLIA É DO BARULHO

 PISO VINÍLICO: Ideal para quem tem crianças, evita o toque-toque comum em alguns laminados. A linha Castilla, da Beaulieu, tem oito opções de padrões, de 2 mm de espessura. Pode ser instalada sobre contrapiso ou piso cerâmico e vem com uma camada superficial que impede a proliferação de bactérias e fungos. R$ 99 o m² instalado, na Casa Fortaleza.

PISO VINÍLICO: Ideal para quem tem crianças, evita o toque-toque comum em alguns laminados. A linha Castilla, da Beaulieu, tem oito opções de padrões, de 2 mm de espessura. Pode ser instalada sobre contrapiso ou piso cerâmico e vem com uma camada superficial que impede a proliferação de bactérias e fungos. R$ 99 o m² instalado, na Casa Fortaleza. (Divulgação/Divulgação)

 

 PAINÉIS ABSORVENTES: Desenvolvidas pela Isover com 65% de lã de vidro reciclado e tecido antichamas, as placas Decorsound (60 x 60 cm e 0,25 cm de espessura, em 16 cores) devem ser coladas nas paredes com fita dupla-face a fim de diminuir o eco, garantindo conforto sonoro em salas de TV e estúdios de vídeos. R$ 155 a unidade, na Leroy Merlin.

PAINÉIS ABSORVENTES: Desenvolvidas pela Isover com 65% de lã de vidro reciclado e tecido antichamas, as placas Decorsound (60 x 60 cm e 0,25 cm de espessura, em 16 cores) devem ser coladas nas paredes com fita dupla-face a fim de diminuir o eco, garantindo conforto sonoro em salas de TV e estúdios de vídeos. R$ 155 a unidade, na Leroy Merlin. (Divulgação/Divulgação)

 

 REVESTIMENTO DE CORTIÇA: Com volume marcante e forma de gota, o modelo Drop (coleção Organic Blocks) é produzido a partir de grãos de cortiça aglomerados, tingidos em 13 tonalidades. Aplicadas lado a lado na parede (com cola de contato), as peças de 4,2 x 15 x 22,4 cm apresentam propriedades acústicas. Da Muratto, vêm em caixas com 15 unidades. R$ 520, na 1st Floor.

REVESTIMENTO DE CORTIÇA: Com volume marcante e forma de gota, o modelo Drop (coleção Organic Blocks) é produzido a partir de grãos de cortiça aglomerados, tingidos em 13 tonalidades. Aplicadas lado a lado na parede (com cola de contato), as peças de 4,2 x 15 x 22,4 cm apresentam propriedades acústicas. Da Muratto, vêm em caixas com 15 unidades. R$ 520, na 1st Floor. (Divulgação/Divulgação)

font:https://arquiteturaeconstrucao.abril.com.br/materiais/6-opcoes-de-revestimentos-que-ajudam-no-isolamento-acustico/

O mármore é um material natural e nobre, capaz de agregar elegância a um ambiente sem muito esforço. Com muitos tipos de cor e acabamento, é um uma pedra que nunca sai de moda, apenas vai se atualizando. É muito procurada para cozinhas,  banheiros e também é usado como revestimento para o chão dos ambientes. Muito democrático, também pode ser usado em lareiras, balcões e como tampo de mesa. Também é bastante procurado para fazer a instalação de cooktops. Se você está construindo ou reformando sua casa, separamos algumas dicas e inspirações de ambientes para aplicar esse tipo de pedra.

marmore cozinha cooktop jonathan machado 60186

1. O mármore é muito usado como apoio e bancada para cooktop. Projeto por Jonathan Machado.

Assista a seguir o vídeo com mais dicas sobre mármore

Como identificar o mármore

Muitas pessoas confundem o mármore com o granito, um tipo de pedra que também é usado para as mesmas finalidades. Mas existem algumas diferenças no aspecto desses dois materiais: O visual da superfície do mármore é mais suave e menos brilhosa, com alguns veios desenhando a pedra, mas todos suaves e pouco marcados. Quanto mais liso e claro for, mais alto o custo da pedra.

marmore tipo pedra exemplo

2. Pedra de mármore: Textura suave e veios claros

Vantagens e desvantagens do mármore

Como já dissemos, o mármore é uma pedra de grande nobreza que garante status e enriquece o aspecto de qualquer ambiente e no mercado é possível encontrar diversos tipos de mármore, mas, como todo material, apresenta prós e contras em sua aplicação. Vale a pena dosar e pensar bem se esse é o tipo de material que você está procurando para compor os ambientes da sua casa e uma boa alternativa para o piso de mármore é o porcelanato líquido.

marmore cozinha americana com bancada quitete e farias 41943

3. A bancada é uma das escolhas mais comuns para o mármore. Projeto por Quitete e Farias.

Porque escolher:

  • Sinônimo de status, deixa qualquer ambiente mais sofisticado;
  • É mais leve do que outros tipos de pedra e pode ser usado para revestir paredes;
  • É versátil e pode ser aplicado como acabamento ou revestimento de superfícies;
  • É um material frio, indicado para lugares e ambientes mais quentes, pois é capaz de refrescar.

marmore jardim piso verde elmor arquitetura 93448

4. A elegância do mármore também pode ser levada ao jardim. Projeto por Elmor Arquitetura.

Porque não escolher:

  • O custo é maior em comparação a outras pedras e conforme o tipo de mármore escolhido;
  • Tem menos resistência do que outras pedras e pode quebrar ou se desgastar quando usados em áreas de grandes movimentos;
  • É um material muito fácil de manchar ou de riscar;
  • Não é recomendado para ambientes externos, pois não é muito resistente à corrosão.

marmore corredor iluminado a1 arquitetura 75484

5. Também é usado como revestimento para o chão, como nesse corredor. Projeto por A1 Arquitetura.

Também há controvérsias sobre em quando colocar o mármore na reforma. Não há uma regra a ser seguida à risca, mas o mais indicado é que a pedra seja colocada antes dos móveis, pois a instalação faz bastante sujeira e pode deixar os móveis cheios de poeira. Para a manutenção da pedra, alguns cuidados simples podem prolongar sua beleza: a limpeza é feita apenas com um pano úmido, evitando produtos oleosos ou corrosivos que podem prejudicar ou manchar.

Veja outras inspirações de marmore

marmore sala de jantar tampo preto carolineguerra 102764

6. Na sala de estar, o mármore pode ser usado como tampo de mesa. Projeto por Caroline Guerra.

marmore sala de jantar tampo claro tria arquitetura 85193

7. A pedra pode harmonizar com a cor do chão e dos móveis

marmore sala de estar revestimento sandra moura4 143935

8. O revestimento de parede traz o ar de sofisticação. Projeto por Sandra Moura.

marmore sala de banho marilia veiga 87857

9. A banheira também pode ser revestida com o material. Projeto por Marilia Veiga

marmore banheiro revestimento da banheira mauriciokaram 66323

10. Uma overdose de mármore no projeto de Mauricio Karam.

marmore banheiro revestido travertinoana paula hygino 123989

11. Revestimento do box e pia escavada: elegante e sem exageros. Projeto por Paula Hygino

marmore banheiro revestido moreno interiores 65610

12. A versão escura também fica muito boa para banheiros mais amplos. Projeto por Moreno Interiores.

marmore bancada de banheiro espelhado marel 121471

13. O material também faz sucesso nas bancadas de banheiro. Projeto por Marel.

marmore banheiro com prateleiras iara kilaris 76790

14. A bancada e o nicho de parede trazem harmonia para o ambiente. Projeto por Iara Kilaris.

marmore banheiro pia clara tria arquitetura 85349

15. Aqui o visual off white amplia o ambiente. Projeto por Tria Arquitetura.

Marmore lavabo com jornal raduan arquitetura 100102

16. A pia de mármore escavado é uma queridinha no banheiro. Projeto por Raduan Arquitetura.

marmore no banheiro pia coluna casa cor 2016 105076

17. A pia de coluna feita em mármore combinada com as paredes do banheiro revestida deixam o ambiente requintado. Projeto da Casa Cor 2016

marmore banheiro pia com bancada iara kilaris 136854

18. A bancada com linhas sinuosas é sinônimo de requinte. Projeto por Iara Kilaris.

marmore banheiro escuro espaco do traco 105576

19. A bancada de mármore escuro também é uma bela opção. Projeto por Espaço do Traço.

marmore no banheiro revestimento cinza gisele taranto 87930

20. Banheiro com revestimento nas paredes. Projeto por Gisela Taranto.

marmore banheiro revestido belissa corral 20730

21. O mármore como piso e revestimento até á metade da parede também é uma opção luxuosa. Projeto por Belissa Corral.

marmore bancada com vasos enrico benedetti 104210

22. Os detalhes também importam: O nicho revestido em mármore deixa qualquer ambiente mais rico. Projeto por Enrico Benedetti.

marmore sala de jantar com bancada camilacasotti 23856

23. A sala de jantar traz um uso moderno para o mármore, sem perder o toque clássico. Projeto por Camila Casotti.

marmore na cozinha americana marrom livia gobetti 48942

24. A área para churrasco também pode ganhar balcões e revestimentos do material. Projeto por Livia Gobetti.

marmore cozinha cooktop claro anna e anderson 94393

25. A bancada da cozinha americana feita em mármore serve para separar os ambientes de forma sutil. Projeto por Anna e Anderson.

marmore area gourmet com iluminado iara kilaris 131985

26. Uma forma diferente e criativa de destacar o mármore. Projeto por Iara Kilaris.

marmore na escada denise barretto 76029

27. Escadas em mármore garantem requinte para a casa. Projeto por Denise Barretto.

marmore escada lateral lf rezende 67857

28. Com degraus irregulares, a escada de pedra tem um ar moderno e elegante. Projeto por LF Rezende.

marmore na escada aquiles nicolas kilaris 69638

29. Os degraus de cor escura contrastam com as cores claras do ambiente. Projeto por Aquiles Nicolas Kilaris.

marmore na lareira leonice alves 46775

30. Revestir a lareira com mármore deixa o ambiente mais imponente. Projeto por Leonice Alves.

marmore sala de estar lareira lidia maciel 143374

31. Outra ideia de revestimento para lareira traz impacto para o ambiente. Projeto por Lidia Maciel

No mundo da decoração, algo muito comum são as tendências. Atualmente, um movimento que já representa uma boa tendência decorativa é o retorno de peças e itens de outras épocas. Um exemplo disso são os pisos antigos, que de muitas formas vêm ganhando espaço em casas e apartamentos de pessoas que reconhecem a beleza de peças mais clássicas e vintages.

Essa é uma verdade sobretudo pelo fato de hoje ser fácil encontrar um imóvel recém-construído, mas que aposta nos pisos antigos para uma decoração mais completa. O mesmo vale para casa antigas: aqueles que decidiram pintar piso antigo ou até mesmo revesti-lo com diferentes materiais já voltam atrás ao preferir um imóvel com aparência mais suntuosa e rústica.

pisos antigos - piso de pedra

1. Os pisos antigos voltaram à moda. Foto: Histórias de Casa

Não importa se estamos falando de um piso cerâmico antigo ou um piso de madeira antigo, a verdade é que o vintage está de volta. Entretanto, é importante ressaltar que a vantagem da pluralidade veio junto, já que agora não precisamos ter apenas um piso vermelho antigo, como acontecia antes. Hoje, são muitas as opções de pisos e azulejos antigos no mercado.

Se você se interessa em saber mais sobre o retorno dos pisos antigos, veio ao lugar certo. Continue lendo e confira uma série de dicas valiosas sobre pisos e azulejos antigos, além de informações importantes para quem deseja um toque clássico na decoração. Aproveite dê uma olhada em nossa galeria, pois pisos e azulejos antigos de tirar o fôlego é o que não falta.

Piso de madeira antigo

O piso de madeira antigo é o primeiro modelo que nos vem à cabeça quando pensamos em algo que represente bem a categoria de pisos antigos. Isso é verdade pelo fato de muitas casas terem o piso de madeira antigo como principal elemento, ainda que pisos antigos de uma série de tipos possam ser encontrados com uma grande facilidade no mercado especializado.

pisos antigos - cozinha com piso de madeira escuro

2. Pisos antigos de madeira sãos muito comuns. Foto: Pinterest

Ainda assim, optar por pisos antigos de madeira é interessante pelo fato de este ser um modelo super resistente. Para se ter uma ideia, pisos antigos de madeira costumam ser tão populares por resistirem aos mais variados tipos de avarias, o que inclui umidade e mofo. No entanto, a manutenção de pisos antigos do tipo demanda uma atuação profissional.

Piso cerâmico antigo

O piso cerâmico antigo também é um excelente representante da categoria, mas desta vez mais pela parte estética do que funcional. Quem nunca viu em uma casa pisos antigos que exageram nos desenhos e nas cores? Pois é, essas são as principais características do piso cerâmico antigo, que chama muito a atenção pelo grande efeito estético que oferece ao ambiente.

pisos antigos - banheiro com piso branco e azul

3. Pisos antigos de cerâmica chamam a atenção pelo efeito visual. Foto: Dalle Piagge

Cômodos internos e que não podem ter pisos antigos de madeira, como o banheiro e a cozinha, por exemplo, costumam usar em larga escala os modelos cerâmicos. Essa é uma alternativa interessante pelo fato de serem muitas as vantagens decorativas que pisos antigos de cerâmica possuem, como o apelo e o contraste visual que garantem ao ambiente como um todo.

O piso vermelho antigo

Por falar em modelos de pisos antigos que garantem muito destaque ao ambiente, não podemos deixar de lado o bom e velho piso vermelho antigo, aquele que vem a ser um verdadeiro curinga da decoração clássica. Da mesma forma que é fácil encontrar pisos antigos de madeira, se deparar com a área de uma casa que conta com o piso vermelho antigo é algo recorrente.

pisos antigos - piso vermelho antigo de varanda

4. Pisos antigos vermelhos são grandes clássicos. Foto: Rustico Tile and Stone

Em áreas externas, o piso vermelho antigo é um verdadeiro clássico, tendo em vista que sua estética é perfeita e resistente o bastante para ambientes que sofrem com a incidência do sol. Ainda assim, pisos antigos do tipo também funcionam dentro de casa, sendo comum encontrar quem opta por usá-los até na sala de estar, como um elemento curinga da decoração.

FONT:https://www.vivadecora.com.br/revista/pisos-antigos/

retrofit Sede da –Central Única dos Trabalhadores (CUT) pelo escritório Laplan

  • Retrofit no Centro
  • retrofit Escritórios Europa por Reinach Mendonça
  • proposta de retrofit de Marcelo Gotuzzo para o edifício Praça XV em Porto Alegre
  • retrofit Sede da –Central Única dos Trabalhadores (CUT) pelo escritório Laplan

O retrofit é uma tendência na arquitetura e no design que surgiu na Europa a fim de solucionar um problema: o que fazer com tamanha quantidade de edifícios antigos e históricos inutilizados, ou com tecnologias ultrapassadas que impossibilitam seu uso?

O termo é pronunciado com grande frequência no dia-a-dia profissional de arquitetos, designers, projetistas, construtores e urbanistas, fazendo referência a renovações e atualizações no projeto, mantendo as características intrínsecas da obra.

Essa tendência surge como uma forma de revitalizar edifícios e outras construções trazendo a eles novas tecnologias e designs mais promissores.

Retrofit fábrica Valeo por GCP Arquitetura
Retrofit fábrica Valeo por GCP Arquitetura

Os projetos de reconversão passaram a ocorrer em países europeus e até nos Estados Unidos, cujas legislações não permitiam que o acervo arquitetônico pudesse ser substituído.

Sem possibilidade de demolição e criação de novas obras, a opção que restava era restaurar o existente. Atualmente, só na Europa cerca de 50% dos projetos são frutos de retrofit.

Assim, o retrofit surge como uma solução para edifícios abandonados ou de péssimas condições de utilização, preservando o patrimônio histórico e dando vida adequadamente aos antigos espaços.

Retrofit de uma fábrica de tecidos tornando-se o novo campus da universidade Abdullah Gül, por Emre Arolat Architects..
Retrofit de uma fábrica de tecidos tornando-se o novo campus da universidade Abdullah Gül, por Emre Arolat Architects..

Muito além de uma simples reforma, o conceito de retrofit está ligado à preservação da memória com o renascimento do bem arquitetônico modernizando-o e o readequando.

Devem ser encontradas novas soluções para fachadas, instalações elétricas e hidráulicas, circulação, proteção contra incêndio e mais.

Área pontilhada a ser revitalizada no projeto de retrofit urbano New Acadia, por Garrett Rock. 
Área pontilhada a ser revitalizada no projeto de retrofit urbano New Acadia, por Garrett Rock. 

 

Quando um edifício é “retrofitado”, nem sempre terá o mesmo uso e finalidade que possuía anteriormente.

Muitas obras de retrofit ocorrem por conta das antigas e inapropriadas instalações, seja a elétrica ou a hidráulica, dando espaço a tecnologias atuais e mais resistentes em utilização e comando.

A revitalização não se limita a edifícios e construções, mas pode ocorrer em grandes áreas urbanas ao se revitalizar parques e espaços públicos.

Veja também:  Guia Prático: Ambiente Multifuncional

Penthouse Cellini | Matteo Gavazzi e Amanda Vargas

Um projeto de retrofit pode sair mais caro que uma obra começada do zero. Os custos são provenientes de uma boa mão-de-obra necessária, profissionais experientes desde o planejamento até a execução, atualização de materiais e produtos, quebra-quebra ou ampliação, restauração ou substituição da alvenaria, entre outros mais processos.

As etapas de uma obra de retrofit são: demolição controlada, reforço de estrutura, fechamento, acabamentos, substituição e modernização de elétrica, telefonia e dados, hidráulica e ar condicionado, piso elevado e, por fim, a fachada.

Uma das principais vantagens do retrofit é valorizar mais o projeto no mercado imobiliário, além de torná-lo sustentável e apropriado para os tempos de hoje.

FONT:https://www.hometeka.com.br/pro/o-que-e-retrofit-conheca-essa-tendencia-e-como-ela-pode-ser-aplicada/

A cozinha da casa é um dos melhores locais da casa. É onde a família e os amigos se reúnem para bater papo e também é onde muita gente relaxa fazendo uma comida deliciosa. E nada melhor do que fazer tudo isso é um local confortável, no qual todos se sintam bem, especialmente você que mora na casa.

E se um dos seus objetivos para o próximo ano é promover uma boa reforma nesse ambiente, então temos a solução. Fizemos uma série de postagens para você reformar sua cozinha em grande estilo e sem dor de cabeça.

Confira abaixo e encontre exatamente o que precisa para tirar os planos do papel!

1. PLANEJANDO A REFORMA DE COZINHA
O primeiro passo para fazer a reforma da sua cozinha é o planejamento. Sem ele pode ficar bem difícil que as suas ideias saiam do papel.

Você já fez pesquisa de preço? Sabe o que pretende ou não mexer na cozinha? Vai trocar mobília? Colocar pisos novos? Pretende montar uma cozinha planejada? Está dentro do orçamento?

O planejamento, provavelmente, é parte mais complexa de uma reforma já que é nesse ponto onde criamos toda a estratégia necessária para fazer dar certo. No post, você saberá exatamente quais passos seguir para fazer um incrível.

2. COMO REFORMAR A COZINHA COM POUCO DINHEIRO
Se você está entrando em 2020 com o orçamento apertado ou então está tentando ser mais contido em relação a gastos, reformar a cozinha gastando pouco é um dos objetivos.

Nesse conteúdo como pequenas mudanças podem fazer toda diferença. Mudar azulejos, papel de parede ou uma pintura nova são coisas que não custam caro e dão um up na decoração.

3. TENDÊNCIAS DE ESTILOS NA DECORAÇÃO DE COZINHA
Não está pensando em uma reforma propriamente dita como quebrar paredes e tudo mais, mas quer fazer mudanças? Mudar a decoração pode ajudar e muito. Você pode mudar as cores dos móveis, mandando reformar ou comprando novos, pode pintar uma parede, fazer uma horta vertical…as possibilidades são muitas.

4. COMO DECORAR UMA COZINHA PEQUENA
E falando em decoração de cozinha, não poderíamos deixar de ajudar aquelas pessoas que possuem uma cozinha pequena. Aliás, boa parte dos apartamentos possuem uma cozinha pequena e na hora de decorar isso pode se tornar um problema.

A palavra de ordem aqui é funcionalidade, mas você precisa unir isso à beleza e também à sua personalidade. Saiba por onde começar

5. OS MELHORES ACESSÓRIOS PARA UMA COZINHA PLANEJADA MODERNA
Uma cozinha pede diversos acessórios, especialmente se você pensa em tornar a sua cozinha mais funcional. Por exemplo, uma torneira com haste flexível ou então uma que já venha com filtro e você não precise instalar e comprar um novo acessório. Esses são apenas alguns itens que ajudam no dia a dia e embelezam o local. Veja quais outros acessórios são importantes.

 

FONT:https://toccasa.com.br/blog/reforma-de-cozinha-tudo-o-que-voce-precisa-saber-para-2020/

Back To Top